Internauta diz que perdeu o pai para a Covid-19 e para 'o discurso genocida que minimiza a pandemia'

Publicado em 22/05/2020 as 07:02

Um internauta conhecido como Bruno fez um apelo dramático na sua conta do Twitter, nesta quinta-feira (21), logo após perder o pai que, segundo ele, “acreditou no discurso genocida que minimiza a pandemia”.

Bruno diz que perdeu seu pai “para a Covid-19 e para a desinformação”. De acordo com ele, “o último áudio do meu pai foi falando que subestimou o vírus e a importância da quarentena. Que sirva de exemplo. Para que menos filhos chorem”.

‌Ele diz ainda: “Hoje ouvi nossos últimos áudios, pai. Nossos últimos ‘eu te amo’. Não parecia uma despedida. E não foi. Pai e filho não se despedem. É um laço que não quebra. Os áudios não vão mais chegar. Mas os ‘eu te amo’ não pararão de ecoar. Descansa! Te amo”.

Ao final, Bruno agradece aos que o apoiaram: “Agradeço cada palavra de conforto e apoio. Infelizmente não consigo responder individualmente. Mas, em tempos de isolamento social, o carinho virtual é uma arma poderosa p/ passarmos por essa crise da melhor forma possível. Continuem fazendo o mundo mais carinhoso! Vale muito”.

‌Perdi meu pai para a Covid-19 e para a desinformação. Ele precisava trabalhar e acreditou no discurso genocida q minimiza a pandemia. O último áudio do meu pai foi falando q subestimou o vírus e a importância da quarentena. Que sirva de exemplo. Para que menos filhos chorem